Mongol, de Sergei Bodrov

João Franco
O Mau da Fita

Mongol é uma co-produção internacional, entre companhias da Alemanha, Rússia e Cazaquistão e com financiamentos de vários outros países, como a Mongólia e a China. Filmado na China (Mongólia Interior) e no Cazaquistão, o filme foca-se na primeira parte da vida de Genghis Khan (Temujin) e é contada em retrospectiva por este, estando na prisão. Nomeado para um Óscar, o filme não venceu, mas conquistou outros prémios, sobretudo na Ásia.

O filme faria parte de uma trilogia realizada pelo russo Sergei Bodrov, mas não se sabe o estatuto exacto, visto que o projecto parece estar parado há bastante tempo.

O filme é intenso, de carácter épico e bastante dramático, começando com a morte do pai de Temujin e a perda de tudo pela sua família. Perseguido desde criança, a coragem dele vai conquistando adeptos e homens e termina com a sua luta pela liderança indisputada dos mongóis. 
Vê-se com agrado, tem partes que nos entusiasmam e esperamos que a trilogia se concretize realmente!

2007 – Cazaquistão / Rússia / Alemanha / China / Mongólia

As ideias expressas no presente artigo / comentário / entrevista refletem as visões do/s seu/s autor/es, não correspondem necessariamente à linha editorial da GeoPol